Graziela Medeiros

June 10, 2009

Schwarzenegger apuesta por la enseñanza con Facebook y Twitter

Filed under: Notícias,Tecnologias — grazielamedeiros @ 04:12

El gobernador de California presenta un plan escolar para sustituir los libros de texto por recursos didácticos digitales.- Pretende reducir así el gasto presupuestario

El gobernador de California, Arnold Schwarzenegger, ha presentado un plan de ahorro mediante la apuesta por la enseñanza on line en detrimento de los libros de texto tradicionales, según informa la BBC. Con esta iniciativa, el gobernador pretende reducir el gasto anual en millones de dólares. Además, añade que al privilegiar el estudio digital los alumnos conseguirán una mejor formación.

California afronta un agujero presupuestario de 24.300 millones de dólares y el gobernador Schwarzenegger ha desechado financiar contratos cerrados tras el 1 de marzo. Cada céntimo Schwarzenegger señala que actividades digitales como Facebook, Twitter y descargar contenidos para el iPod muestran que los jóvenes son los primeros en adoptar nuevas tecnologías on line, y por lo tanto Internet es también la mejor manera de aprender en las clases. Desde el comienzo del nuevo año escolar, en agosto, los estudiantes de ciencias y matemáticas en los institutos de California tendrán acceso a textos on line que han aprobado una revisión de estándares académicos. El gobernador sostiene que los libros de texto digitales se pueden adaptar fácilmente, de manera que el aprendizaje se mantiene al ritmo del progreso. La principal razón por la apuesta digital de Schwarzenegger, sin embargo, es el dinero, según añade la BBC. California destinó el año pasado 350 millones de dólares a los libros de texto y ya no puede permitírselo. De manera que la administración estatal está aplicando grandes recortes para afrontar el déficit presupuestario. El lunes, el gobernador firmó una orden ejecutiva para retirar la financiación de los contratos firmados desde el 1 de marzo y para evitar que las agencias estatales acuerden nuevos contratos. “Cada departamento y agencia estatal detallarán cómo han gastado cada céntimo de los contratos, para que así estemos seguros de que el Estado está consiguiendo lo mejor para cada dólar del contribuyente”, ha anunciado Schwarzenegger. El gobernador republicano ha descartado imponer subidas de impuestos para afrontar el déficit. Los votantes rechazaron el mes pasado un paquete de medidas del gobernador para hacer poner coto al agujero presupuestario.

Fonte: El País de 09/06/2009

June 9, 2009

Site professor Bernd Frohmann

Filed under: Fontes de Informação,Organização da Informação — grazielamedeiros @ 07:38

Conheça o site de Bernd Frohmann , Associate Professor da Faculty of Information and Media Studies, The University of Western Ontario, Canadá. O site disponibiliza links para alunos e professores de Mestrado e PhDs em ‘Library and Information Science’, ‘Journalism’,  ‘Media Studies’, além de Informações e links sobre a faculdade, organizações e outros.

Site: http://www.fims.uwo.ca/whoswho/facultypage.htm?PeopleId=65 

Veja a visualização parcial do livro desse autor” Deflating Information: From Science Studies to Documentation” no Google Books: Clique aqui

Sobre o autor: My early research sought to apply Foucaultian discourse analysis to analyze how information, its users, and its uses are constructed as objects of disciplinary knowledge. My current research interests are in documentation, which seeks to rethink the importance of the concepts of the document and documentation for information studies. I am especially interested in the concepts of documentary agency and, following Deleuze, in the affective powers of documents and documentation. Foucault and Latour are also important for this project, the former because of his insistence on documentary and writing regimes, from his studies of the disciplinary society to his later work on care of the self, and the latter not only because of his explicit studies of documentation, but also because of his deployments of the concept of assemblages. Documentation shifts information studies away from the concepts of information and communication to the constructive and constitutive effects of documentary processes and technologies. My book Deflating Information: From Science Studies to Documentation was published in the fall of 2004 by the University of Toronto Press; there, I applied recent work in science studies to raise the question of the role of documentation in fact production.

Livro “Systems of knowledge organization for Digital libraries”

Filed under: Fontes de Informação,Organização da Informação — grazielamedeiros @ 07:31

O que: Livro sobre organização da informação disponível on-line. 

Título: Systems of knowledge organization for Digital libraries: Beyond Traditional Authority Files

Autor: Gail Hodge

Sobre o autor: About the Author

Sumário: Executive Summary

Link: http://www.clir.org/pubs/reports/pub91/contents.html

June 8, 2009

Textos on-line de Saussure, Lévi-Strauss, Jakobson , Barthes e outros

Filed under: Fontes de Informação — grazielamedeiros @ 10:21

Alguns textos (partes de livros e idéias) de autores sobre a Linguística e semiologia disponíveis on-line. Esses autores são muito utilizados em estudos sobre a ‘Representação da informação’ e ‘Organização da informação e do conhecimento’, na área e Ciência da Informação.

Ferdinand de Saussure (1910) http://www.marxists.org/reference/subject/philosophy/works/fr/saussure.htm

Lévi-Strauss – http://www.marxists.org/reference/subject/philosophy/works/fr/levistra.htm

Roman Jakobson (1942) – http://www.marxists.org/reference/subject/philosophy/works/ru/jakobson.htm

Roland Barthes (1964) – http://www.marxists.org/reference/subject/philosophy/works/fr/barthes.htm  

Encontre textos de vários outros autores em: http://www.marxists.org/reference/

A Miniature Library of Philosophy em: http://www.marxists.org/reference/subject/philosophy/index.htm

Thesaurus Construction

Filed under: Organização da Informação — grazielamedeiros @ 09:01

” Thesaurus Construction”  é um tutorial que mostra como construir um tesauro. Elaborado por Tom Craven, professor Faculty of Information and Media Studies, The University of Western Ontario, Canadá.

Propósito: The purpose of this module is to teach you the basics of constructing an information retrieval thesaurus.

Estrutura:

Section 1: What Is a Thesaurus
Section 2: Collecting Terms
Section 3: Modifying and Inventing Terms
Section 4: Preferred Terms and Non-preferred Terms
Section 5: Semantic Relations
Section 6: BT, NT, and RT References
Section 7: Scope Notes
Section 8: Thesaurus Displays
Glossary

Link: http://publish.uwo.ca/~craven/677/thesaur/main00.htm

June 7, 2009

Serviços de referência digital

Filed under: Fontes de Informação — grazielamedeiros @ 15:39

O que é: É um serviço prestado por bibliotecas para responder à perguntas de usuários de qualquer parte do mundo. O serviço geralmente se dá por meio de chat com um bibliotecário, mas pode ocorrer também por e-mail, mensagens instantâneas e telefone. É também conhecido como “Ask a Librarian”.

Como utilizar: É facil utilizar, é rápido e gratuíto. Acesse o site do serviço e inicie em poucos segundos o chat e tenha suas perguntas respondidas. Qualquer pessoa pode utilizar e qualquer pergunta é bem vida.

Idioma: Em geral é o Inglês, mas alguns sites aceitam o idioma espanhol.

Horário: Os serviços funcionam 7 dias por semana e 24 horas por dia.

Na Wiki Listei alguns serviços e seus Links – http://grazielammedeiros.wikidot.com

Veja abaixo a apresentação do Dr. Miguel Angel Mardero Arellano sobre esse  serviço:

http://www.slideshare.net/gemireki/novos-servios-de-referncia-digital

June 4, 2009

‘Cloud conputing’ veio para ficar

Filed under: Tecnologias — grazielamedeiros @ 16:26

Você abre o Gmail. Olhando as mensagens, descobre uma que veio do Orkut, vai até lá e vê recados, aceita novos amigos. Outra navegada pelo email e lá está um comentário em seu blog, esperando para ser moderado. Basta um clique para ordenar a publicação do comentário, confirmada por uma janela do Blogger. Aproveitando a deixa, você cria um novo post e, lembrando que está com uma foto nova no Picasa, puxa-a de lá para o post. Então, lembra-se de que viu um vídeo de rock raríssimo no YouTube. Normalmente, seria preciso pegar o link dele para embutir no post, mas, com a conta do Google recém-atrelada ao site de vídeos, basta achá-lo em seus Favoritos e postá-lo automaticamente em seu blog, num segundo post, que pode ser formatado de dentro do próprio YouTube. Finalmente, você decide escrever um texto. Mais um clique e o Google Docs se abre no browser, pronto para a tarefa.

Isto é o que se chama, lá fora, de cloud computing: o uso de programas e serviços totalmente online, sem se que você se preocupe com o que está salvo em sua máquina. Por acaso, os serviços citados acima são todos do Google e estão reunidos sob uma só identidade, mas o mesmo poderia ser feito com o Windows Live, reunindo Messenger, Hotmail, Spaces, Office Live e assim por diante. Hoje, aos poucos, o sistema operacional está sendo substituído pela internet na função de plataforma sobre a qual rodam os programas que usamos. “Cloud” (nuvem, em inglês) na verdade, é uma metáfora para a internet, que mudou para sempre o jeito de ser da computação.

Este ano, a internet como a conhecemos, através da World Wide Web, fez 20 anos, embora o conceito inicial remonte aos anos 60. Sir Tim-Berners Lee, que criou a WWW e o primeiro website, acredita que tudo isso vai culminar numa internet mais solidária. Para ele, a Web 2.0 ainda frustra porque há hoje muitas diferenças entre softwares, mas a próxima geração verá uma internet em que teremos mais controle sobre nossas informações pessoais, que hoje ainda ficam muito à mercê das empresas. Mas Berners-Lee vai além. Ele prevê uma internet neutra (“onde possamos rodar a aplicação que quisermos, sem discriminação quanto a quem somos ou o que estamos fazendo”, diz em seu blog) e inteligente (“em que os computadores sejam capazes de analisar todos os dados na web”).

Por falar em serviços integradores, um dos segredos por trás da nuvem é a virtualização, tecnologia que substitui servidores e demais máquinas físicas e as digitaliza, compactando-as ao mesmo tempo. A VMWare, bambambã no setor, já oferece até test-drives gratuitos dos serviços de computação em nuvem para seus clientes.

– A virtualização torna a cloud possível, e através dela compram-se softwares como serviços e até desktops como serviços, isto é, em vez do PC, você leva uma versão virtual dele, acessável pela rede e devidamente adaptada para o seu trabalho – explica Arlindo Maluli, consultor da VMWare para a América Latina. – Hoje este desktop virtual (o serviço é chamado Mobile PC) é majoritariamente um serviço para empresas, mas lá fora já vemos usuários finais se valendo dele.

Ver texto na íntegra em: http://oglobo.globo.com/tecnologia/mat/2009/05/04/cloud-computing-veio-para-ficar-755678152.asp

Museu Exploratório de Ciências ganha prêmio

Filed under: Notícias — grazielamedeiros @ 02:39

A NanoAventura, projeto do Museu Exploratório de Ciências da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), ganhou o prêmio de Melhor Projeto de Popularização da Ciência e da Tecnologia da América Latina e Caribe, durante a 11ª Reunião da Red-Pop, realizada em Montevidéu, Uruguai, entre os dias 26 e 29 de maio.

“O prêmio é uma forma concreta de reconhecer o impulso que a NanoAventura representou para o museu, a partir do trabalho criativo de uma grande equipe engajada. Trata-se de um projeto que cresceu e que passou a atender milhares de jovens anualmente”, disse Adriana Vitorino, diretora educacional do Museu Exploratório de Ciências, presente no evento de premiação. O museu também ganhou a oportunidade de sediar a reunião da Red-Pop em 2011.

Desenvolvida por uma equipe de pesquisadores da Unicamp e do Laboratório Nacional de Luz Síncontron (LNLS), em parceria com o Instituto Sangari, a NanoAventura trabalha de forma lúdica e interativa o mundo da nanociência e da nanotecnologia, por meio do uso de diversas mídias.

Atualmente, a organização possui mais de 40 membros, de onze países da América Latina e do Caribe, que se reúnem a cada dois anos, para discutir e aprovar ações mútuas que beneficiarão a difusão dos projetos, por elas, desenvolvidos.

Museu Exploratório de Ciências: http://www.mc.unicamp.br

Fonte: http://www.agencia.fapesp.br/materia/10596/noticias/exploracao-exemplar.htm 

Renove os livros da estante!

Filed under: Fontes de Informação,Livros — grazielamedeiros @ 01:56

Bárbara Lino

 Uma boa opção para quem quer novos livros na estante sem gastar quase nada é cadastrar-se no site www.trocandolivros.com.br . Funciona assim: a pessoa registra os livros que gostaria de trocar e tem acesso aos de pessoas com a mesma intenção. Quando outro usuário solicitar um dos livros a pessoa envia pelo correio e ganha o direito de também pedir um livro.

 O site foi lançado em novembro do ano passado e já tem com mais de 15 mil usuários cadastrados e 20 mil livros disponíveis. Arley Lobato, desenvolvedor e criador do site teve a idéia, pois percebeu que poderia “dar vida aos livros estacionados na estante.” O site nada mais é do que um grande acervo de títulos que já foram lidos e de forma econômica (o preço de uma postagem nos Correios) é possível que o livro passe por diversas mãos, além de ser ecologicamente correto.

 Existe também a possibilidade do usuário comprar créditos no valor de R$14,50 para trocar por qualquer livro. Arley Lobato explica que é desse dinheiro que sobrevive o site. “Não colocamos anúncios para não prejudicar a usabilidade dos usuários. Temos a preocupação de tornar o site fácil de usar e sem poluição visual.”

 Outros sites já funcionaram mais ou menos da mesma maneira, como o www.livralivro.com.br e o http://www.trocadelivros.com.br . Agora é só escolher um deles, cadastrar seus livros e boa leitura.

Fonte: http://www.cotidiano.ufsc.br/cotidiano/exibe.php?id=2123

June 2, 2009

Wave: nova ferramenta de colaboração do google

Filed under: Recuperação da Informação — grazielamedeiros @ 11:10

Learn
Google Wave can make you more productive even when you’re having fun.
Take a sneak peek.
http://wave.google.com/help/wave/about.html

Develop
Learn how to put waves in your site and build wave extensions with the Google Wave APIs.
http://code.google.com/intl/pt-BR/apis/wave/

Build
Google Wave uses an open protocol, so anyone can build their own wave system.
http://www.waveprotocol.org 

« Previous PageNext Page »

Create a free website or blog at WordPress.com.