Graziela Medeiros

July 1, 2009

Novo Portal Palácio da Cidade: a web a serviço da população

Filed under: Fontes de Informação,Notícias — grazielamedeiros @ 03:40

Não é novidade o crescente uso da Web e de ferramentas colaborativas como forma de participação na vida política de um país. Por aqui se tornou comum nos últimos dias o uso do Twitter para dizer ‘fora Sarney’ . Esse é apenas um exemplo das infinitas possibilidades de se ‘gritar’ por direitos e melhorias, mesmo que de maneira informal.

Alguns sites, especificamente os portais, permitem que a relação entre governo e população ocorra de maneira formal, direta e colaborativa. Um bom exemplo é o Portal oficial da Casa Branca, criado em 2009 no Governo de Barack Obama. No Brasil, cabe destacar o e-democria,  um portal de interação e discussão virtual da sociedade, lançado em julho deste ano e já citado aqui.

 Nesta segunda-feira dia 29 foi criado pelo Governo do Rio de Janeiro o Portal Palácio da Cidade.

No Portal aprecem as informações:

“O prefeito Eduardo Paes lançou em Botafogo, o portal do Palácio da Cidade, que entrou no ar às 14h desta segunda-feira, dia 29, com o objetivo de estreitar o contato entre o prefeito do Rio e a população.

O evento contou com a participação do secretário municipal da Casa Civil, Pedro Paulo Carvalho, representantes da IplanRio (Empresa Municipal de Informática) e de jornalistas, que puderam conferir, por meio de laptops, todas as ferramentas do novo portal, considerado diferente de tudo o que já foi feito até hoje, em termos de websites oficiais de governos no País”.

O que realmente tende a mudar é a relação do cidadão com o governo, que depois da Web e da Web 2.0 promete não ser mais a mesma.

Conforme o Jornal O Dia o Portal permite  acessar o site de casa, do trabalho, do celular ou de uma lan house, e ficar informado sobre tudo o que a Prefeitura está fazendo para melhorar a qualidade de vida na Cidade. Além disso, o visitante poderá enviar mensagens, sugestões, idéias e tirar dúvidas, utilizando o que há de novo em termos de interatividade. O internauta poderá, inclusive, enviar fotos tiradas de seu celular e postar vídeos para ilustrar o comentário.

O portal também dará acesso direto a páginas de relacionamento do prefeito no Twitter, Orkut, Facebook, MySpace e BCYou. Este último vai permitir a troca de vídeos em tempo real, com a identificação geográfica de onde o internauta enviará suas imagens e sugestões a Eduardo Paes. Vale lembrar que o Rio é a primeira prefeitura do Brasil a utilizar a rede BCyou.com

Saiba mais sobre o Portal: http://www.palaciodacidade.rio.rj.gov.br

Advertisements

June 23, 2009

Interface de busca ‘All for good’

Filed under: Fontes de Informação,Recuperação da Informação — grazielamedeiros @ 12:23

Um grupo de engenheiros, designers e gerenentes de sistemas do Google e outras companhias começaram a trabalhar no All for Good, um novo serviço para ajudar você a encontrar atividades de vontulariado em sua comunidade e compartilhar esses eventos com seus amigos.

All for Good disponibiliza uma interface de busca única para encontrar sites de voluntariados como like United Way, VolunteerMatch, HandsOn Network and Reach Out and Read. Permite busca por categorias pré-determinadas (Education, Health, Nature, Hunger, Website, Seniors, Animals) ou de livre escolha.

O site ainda está em fase de teste.

Fonte: Blog oficial do Google.

Veja também o vídeo:

Web 2.0 a serviço da democraia

Filed under: Fontes de Informação,Notícias — grazielamedeiros @ 07:41

Câmara dos Deputados lança portal para ampliar debate sobre projetos de lei com a sociedade

Se você já teve vontade de participar de uma sessão da Câmara dos Deputados, sugerir projetos ou alterar leis, esse desejo agora pode ser concretizado. Foi lançado em junho o e-Democracia, um espaço virtual que vai reunir informações e sugestões para os textos em tramitação na casa. A iniciativa permite ampliar a participação da sociedade na elaboração de leis, mas o acesso ao debate ainda não é totalmente democrático.

O portal e-Democracia, da Câmara dos Deputados, reúne diversas ferramentas de Web 2.0 para ampliar a discussão de projetos de lei com a população. O portal disponibiliza à população, entre outras ferramentas, uma biblioteca digital com estudos e projetos de lei, fóruns de discussão e uma interface colaborativa chamada Wikilégis, em que os internautas poderão elaborar versões das leis e até sugerir emendas aos projetos da Câmara. Especialistas, políticos e agentes do Estado atuarão como mediadores, ajudando a transformar as ideias discutidas no portal em projetos de lei.

Segundo o coordenador do projeto, Cristiano Ferri, integrante do Observatório de Práticas Legislativas Internacionais da Câmara, o portal surgiu da solicitação dos próprios parlamentares, que verificaram a necessidade de ampliar a discussão sobre os projetos desenvolvidos com a sociedade. “O site da Câmara tem fóruns e muitos deputados têm blogs, mas a informação fica difusa. O e-Democracia é uma ferramenta organizada, onde toda essa pluralidade pode ser convertida em algo concreto.”

Ferri ressalta que o portal oferece diversas possibilidades de participação direta da sociedade no processo legislativo. “Estudamos plataformas internacionais já existentes e desenvolvemos um projeto totalmente inovador”, afirma. Além das páginas gerais, o e-Democracia tem duas áreas restritas: o Espaço Cidadão, disponível para qualquer pessoa cadastrada que queira dar sua opinião; e as Comunidades Virtuais, onde apenas especialistas poderão discutir os temas com maior profundidade.

Web 2.0 a serviço da democracia
Para o jornalista e cientista político Juliano Borges, a página é ousada e tem a seu favor o amplo uso das ferramentas da Web 2.0, como os grupos de discussão e o caráter colaborativo, observado em especial na Wikilégis. “Em geral as experiências do governo na internet não costumam ser assim”, compara. “Páginas virtuais institucionais têm alguns espaços de abertura, mas esse portal oferece um envolvimento muito maior.”

O portal, lançado no dia 3 de junho, ainda é experimental. O primeiro tema a ser debatido é a Política Nacional de Mudança do Clima, que tem projetos em tramitação na Câmara. A partir dessa experiência, os organizadores pretendem fazer os devidos ajustes e ampliar as discussões no portal.

Fonte: Revista Ciência Hoje

June 9, 2009

Site professor Bernd Frohmann

Filed under: Fontes de Informação,Organização da Informação — grazielamedeiros @ 07:38

Conheça o site de Bernd Frohmann , Associate Professor da Faculty of Information and Media Studies, The University of Western Ontario, Canadá. O site disponibiliza links para alunos e professores de Mestrado e PhDs em ‘Library and Information Science’, ‘Journalism’,  ‘Media Studies’, além de Informações e links sobre a faculdade, organizações e outros.

Site: http://www.fims.uwo.ca/whoswho/facultypage.htm?PeopleId=65 

Veja a visualização parcial do livro desse autor” Deflating Information: From Science Studies to Documentation” no Google Books: Clique aqui

Sobre o autor: My early research sought to apply Foucaultian discourse analysis to analyze how information, its users, and its uses are constructed as objects of disciplinary knowledge. My current research interests are in documentation, which seeks to rethink the importance of the concepts of the document and documentation for information studies. I am especially interested in the concepts of documentary agency and, following Deleuze, in the affective powers of documents and documentation. Foucault and Latour are also important for this project, the former because of his insistence on documentary and writing regimes, from his studies of the disciplinary society to his later work on care of the self, and the latter not only because of his explicit studies of documentation, but also because of his deployments of the concept of assemblages. Documentation shifts information studies away from the concepts of information and communication to the constructive and constitutive effects of documentary processes and technologies. My book Deflating Information: From Science Studies to Documentation was published in the fall of 2004 by the University of Toronto Press; there, I applied recent work in science studies to raise the question of the role of documentation in fact production.

Livro “Systems of knowledge organization for Digital libraries”

Filed under: Fontes de Informação,Organização da Informação — grazielamedeiros @ 07:31

O que: Livro sobre organização da informação disponível on-line. 

Título: Systems of knowledge organization for Digital libraries: Beyond Traditional Authority Files

Autor: Gail Hodge

Sobre o autor: About the Author

Sumário: Executive Summary

Link: http://www.clir.org/pubs/reports/pub91/contents.html

June 8, 2009

Textos on-line de Saussure, Lévi-Strauss, Jakobson , Barthes e outros

Filed under: Fontes de Informação — grazielamedeiros @ 10:21

Alguns textos (partes de livros e idéias) de autores sobre a Linguística e semiologia disponíveis on-line. Esses autores são muito utilizados em estudos sobre a ‘Representação da informação’ e ‘Organização da informação e do conhecimento’, na área e Ciência da Informação.

Ferdinand de Saussure (1910) http://www.marxists.org/reference/subject/philosophy/works/fr/saussure.htm

Lévi-Strauss – http://www.marxists.org/reference/subject/philosophy/works/fr/levistra.htm

Roman Jakobson (1942) – http://www.marxists.org/reference/subject/philosophy/works/ru/jakobson.htm

Roland Barthes (1964) – http://www.marxists.org/reference/subject/philosophy/works/fr/barthes.htm  

Encontre textos de vários outros autores em: http://www.marxists.org/reference/

A Miniature Library of Philosophy em: http://www.marxists.org/reference/subject/philosophy/index.htm

June 7, 2009

Serviços de referência digital

Filed under: Fontes de Informação — grazielamedeiros @ 15:39

O que é: É um serviço prestado por bibliotecas para responder à perguntas de usuários de qualquer parte do mundo. O serviço geralmente se dá por meio de chat com um bibliotecário, mas pode ocorrer também por e-mail, mensagens instantâneas e telefone. É também conhecido como “Ask a Librarian”.

Como utilizar: É facil utilizar, é rápido e gratuíto. Acesse o site do serviço e inicie em poucos segundos o chat e tenha suas perguntas respondidas. Qualquer pessoa pode utilizar e qualquer pergunta é bem vida.

Idioma: Em geral é o Inglês, mas alguns sites aceitam o idioma espanhol.

Horário: Os serviços funcionam 7 dias por semana e 24 horas por dia.

Na Wiki Listei alguns serviços e seus Links – http://grazielammedeiros.wikidot.com

Veja abaixo a apresentação do Dr. Miguel Angel Mardero Arellano sobre esse  serviço:

http://www.slideshare.net/gemireki/novos-servios-de-referncia-digital

June 4, 2009

Renove os livros da estante!

Filed under: Fontes de Informação,Livros — grazielamedeiros @ 01:56

Bárbara Lino

 Uma boa opção para quem quer novos livros na estante sem gastar quase nada é cadastrar-se no site www.trocandolivros.com.br . Funciona assim: a pessoa registra os livros que gostaria de trocar e tem acesso aos de pessoas com a mesma intenção. Quando outro usuário solicitar um dos livros a pessoa envia pelo correio e ganha o direito de também pedir um livro.

 O site foi lançado em novembro do ano passado e já tem com mais de 15 mil usuários cadastrados e 20 mil livros disponíveis. Arley Lobato, desenvolvedor e criador do site teve a idéia, pois percebeu que poderia “dar vida aos livros estacionados na estante.” O site nada mais é do que um grande acervo de títulos que já foram lidos e de forma econômica (o preço de uma postagem nos Correios) é possível que o livro passe por diversas mãos, além de ser ecologicamente correto.

 Existe também a possibilidade do usuário comprar créditos no valor de R$14,50 para trocar por qualquer livro. Arley Lobato explica que é desse dinheiro que sobrevive o site. “Não colocamos anúncios para não prejudicar a usabilidade dos usuários. Temos a preocupação de tornar o site fácil de usar e sem poluição visual.”

 Outros sites já funcionaram mais ou menos da mesma maneira, como o www.livralivro.com.br e o http://www.trocadelivros.com.br . Agora é só escolher um deles, cadastrar seus livros e boa leitura.

Fonte: http://www.cotidiano.ufsc.br/cotidiano/exibe.php?id=2123

June 2, 2009

Bases LISA e LILACS

Slide de uma aula de indexação ministrada para alunos de Graduação em Biblioteconomia da UFSC. Aborda as bases LISA e LILACS do Portal CAPES. Mostra como se dá o acesso as bases desde o formato impresso até o on-line. Apresenta os recursos de recuperação da informação.

Criação: Graziela Medeiros. Orientação: Lígia Café

May 31, 2009

An Introduction to MultiAgents Systems

Filed under: Fontes de Informação,Recuperação da Informação — grazielamedeiros @ 13:55

Livros sobre “Agentes inteligentes” disponível on-line. Todos os capítulos estão on-line, inclusive ppts sobre os capítulos. Idioma: Inglês.

Título: An Introduction to MultiAgents Systems: second Editions
Autor: Michael Woold

Descrição: Multiagent systems are a new paradigm for understanding and building distributed systems, where it is assumed that the computational components are autonomous: able to control their own behaviour in the furtherance of their own goals. The first edition of An Introduction to Multiagent Systems was the first contemporary textbook in the area, and became the standard undergraduate reference work for the field. This second edition has been extended with substantial new material on recent developments in the field, and has been revised and updated throughout. It provides a comprehensive, coherent, and readable introduction to the theory and practice of multiagent systems, while presenting a wealth of discussion topics and pointers into more advanced issues for those wanting to dig deeper.

Link: http://www.csc.liv.ac.uk/~mjw/pubs/imas/IMAS2e.html

Table of Contents:

Part I Setting the Scene

Chapter 1 Introduction

Part II Intelligent Autonomous Agents

Chapter 2 Intelligent Agents
Chapter 3 Deductive Reasoning Agents
Chapter 4 Practical Reasoning Agents
Chapter 5 Reactive and Hybrid Agents

Part III Communication and Cooperation

Chapter 6 Understanding Each Other
Chapter 7 Communicating
Chapter 8 Working Together
Chapter 9 Methodologies
Chapter 10 Applications

Part IV Multiagent Decision Making
Chapter 11 Multiagent Interactions
Chapter 12 Making Group Decisions
Chapter 13 Forming Coalitions
Chapter 14 Allocating Scarce Resources
Chapter 15 Bargaining
Chapter 16 Arguing
Chapter 17 Logical Foundations

Next Page »

Blog at WordPress.com.